(62) 3624-1500
contato@slimformgoiania.com.br

Reduzir o açúcar nos alimentos também pode oferecer perigos

açúcar redução brasil

Acordo do Ministério da Saúde prevê redução até 2022

O governo brasileiro assinou um acordo com a indústria de alimentos para reduzir o consumo de 144 mil toneladas de açúcar até 2022. Segundo o levantamento, seria uma redução de até 62,4% do açúcar presente hoje em biscoitos, por exemplo.

A médica nutróloga da SlimForm Goiânia, Adriana Meneses, vê com otimismo a medida, mas também se preocupa. “Quando você tira um macronutriente como o açúcar, você vai ter que adicionar outro e, provavelmente, será uma gordura de péssima qualidade”.

A profissional lembra que hoje, no Brasil, um alimento que tenha menos de 200mg de gordura trans está protegido pela legislação e pode usar no rótulo o temo “0% DE GORDURA TRANS”.

Risco

Outro risco na redução do açúcar é que as empresas usem uma estratégia perigosa para que o alimento fique mais palatável: o uso excessivo de edulcorante. O acordo não libera para colocar mais edulcorantes, mas é preciso ficar atento.

Segundo Ministério da Saúde, os brasileiros consomem, em média, 80 gramas de açúcar por dia, o que equivale a 18 colheres de chá. A maior parte, 64% desse consumo, é de açúcar adicionado ao alimento, de acordo com matéria publicada na Agência Brasil. Os outros 36% tratam-se do açúcar presente nos alimentos industrializados.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fará o monitoramento. Também assinaram o acordo a Abia, a Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcóolicas, a Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães e Bolos Industrializados e a Associação Brasileira de Laticínios.

A SlimForm Goiânia trabalha para ajudar as pessoas em busca de uma alimentação saudável e rica em alimentos de verdade. Entre em contato com a clínica e agende um horário!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *